Cintos, é melhor não usá-los

Segundo o google a definição de cinto é a seguinte: “(…) um artigo de moda, que consiste numa tira flexível, geralmente feita de couro ou de tecido resistente que envolve a cintura, e é usado para segurar as calças (…)

Algumas coisas me irritam profundamente no mundo da moda: saruel, boleros e cintos. Dessa vez vou comentar sobre o último grupo. Fico horas olhando pras pessoas e tentando entender porque cargas d’água tem um cinto alí por cima da blusa. Lugar de cinto pra mim é por entre as argolas das roupas. No máximo em cima do cós, esteja ele na cintura ou no quadril. Outra coisa que me incomoda é esse nózinho que ta super em alta. O cinto é dobro da sua largura, daí você prende a fivela e amarra a ponta. Não rola!

Separei três categorias de imagens que, talvez, falem por si mesmas.

Sem cinto, minha parte favorita

A maioria dos looks não necessita de cinto porque o próprio cós faz a marcação da cintura/quadril. Se a blusa for larga ou comprida de mais o melhor é colocar pra dentro (e afofar), nem que seja só um ladinho.

Com e no lugar certo

Pra quem insiste em usar o acessório nada melhor do que usá-lo no local apropriado: as argolas da calça. Para as peças que não possuem argolas é só colocar por cima do cós. Mas com cuidado pra não sobrar muito espaço. Se o cós em questão for largo de mais e o cinto muito fino não vai ficar bom, é melhor nem colocar.

Com e estranho

Taí o efeito colchão amarrado. Se estiver acima do peso então… horrível! O que mais é estranho visualmente (pra mim, ta?) é a silhueta que fica “cheia” em cima, apertada e depois “cheia” em baixo (esse detalhe está mais nítido na primeira imagem desse grupo). E cuidado também na escolha da cor, comprimento e largura. Que devem estar proporcionais e de acordo com o resto do visual. Colocar um cinto colorido com roupas coloridas pode dar muito errado.

Então se você não precisa de um para que suas calças não caiam, é melhor não usar… Ainda mais acima do peso ou com a barriguinha saliente. Se não souber usar, vai ficar parecendo um colchão amarrado que a gente leva quando vai acampar.

Pra quem se interessar pela trajetória deste acessório, esse site fala tudo bem resumidamente: http://vcnanet.com.br/site/noticias/comportamento/7-historia-do-cinto

Clique nas imagens para ver tamanho ampliado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s